Começa a diminuir a estatística de desemprego em Tailândia

806

Começa a diminuir a estatística de desemprego em Tailândia

Aos poucos o município de Tailândia vem diminuindo os índice de desemprego na região. É o que se pode notar através das estatísticas do Cadastros Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério de Trabalho e Emprego (MTE), e pelos dados do Sistema Nacional de Emprego (SINE) de Tailândia.

Assim como o SINE, que é na verdade um órgão do governo federal do Brasil, sob coordenação do Ministério do Trabalho e Emprego, vinculado à Secretária de Ação e Desenvolvimento Social da Prefeitura Municipal de Tailândia (PMT), tem como objetivo intermediar a mão-de-obra para empresas através de agências espalhadas por todo o país, controlar o pagamento do seguro-desemprego e apoiar o Programa de Geração de Emprego, Trabalho e Renda (PROGER), o CAGED deve monitorar as admissões e demissões de empregados sob o regime da CLT que ocorrem no país.

Fonte: SINE/CAGED

Nos dados sobre a evolução do emprego e desemprego em Tailândia de 2002 a 2017, pudemos perceber uma estabilidade na manutenção da mão de obra no município no período da 1º década de 2000 (2002 a 2010), onde o maior momento de mão de obra contratada se deu com 954 postos de trabalho, em 2007, e o menor com 240 contratações, em 2010.

No ápice da crise no município, com o advento da Operação Arco de Fogo, em 2008, o município ainda contabilizou dados positivos, com 385 postos de serviços garantidos.

Já na primeira metade da década de 2010 (2010 a 2015), onde o maior índice de emprego formal se deu em 2011, com 1.178 trabalhadores registrados, a partir de 2013, esses números começaram a ficar negativos, em 2013, com -104, e em 2015 com uma grande queda de -1.552, o maior da história de Tailândia.

Em 2016, mais um índice negativo é registrado no município de -344 posto de trabalho e, em 2017, até o mês de março se contabilizou -293 admissões.

Com relação ao Seguro-Desemprego, até março de 2017, o SINE atendeu 894 encaminhamentos do seguro, mais somente Tailândia contabilizou 325, apesar de alto, se comparado ao atendimentos dos outros município vizinhos, 569 encaminhamentos, espera-se a partir de maio uma estabilização desses pedidos.

RELATÓRIO DE ENCAMINHAMENTOS PARA EMPREGOS

Operador de caixa 15
Leiturista 6
Almoxarife 2
Camareira 5
Doméstica 2
Vendedor 24
Atendente 10
Auxiliar de cozinha 20
Cozinheiro 10
Copeiro 10
Técnico em Segurança no Trabalho 7
Estoquista 20
Motorista 30
Serviços Gerais 91
Total 252

 

Fonte: SINE 

No período de janeiro a março de 2017, o SINE encaminhou para empregos 252 trabalhadores solicitados para várias empresas em diversas áreas. “Acreditamos que estamos cumprindo com o nosso objetivos de estar monitorando a geração de emprego e a demanda de desempregados no município, pois somente assim vamos gerar políticas para gerar mais empregos profissionais e outros que não precisem efetivamente de qualificação”, resumiu Viviene Pereira, coordenadora do SINE Tailândia.

Dessa forma, diante desses dados, o prefeito Macarrão, através da recuperação e funcionamento da Fábrica de Confecções, a Fábrica de Asfalto e o Laticínio, pretende ampliar a geração de emprego em pelo menos 1000 vagas, para zerar o déficit de mão de obra e, principalmente, capacitar a mão de obra jovem para facilitação da inserção no mercado de trabalho. “Meus amigos e minhas amigas, vamos fazer tudo que for possível para gerar emprego em Tailândia, isso é um compromisso de seu amigo aqui”, afirma o prefeito Macarrão

COMPARTILHAR

RESPONDER

Please enter your comment!
Please enter your name here